Auxílio Inclusão: Saiba como Receber

Auxílio Inclusão é um novo benefício pago pelo Governo Federal aos cidadãos brasileiros. O Auxílio Inclusão entra em vigor no dia 1º de outubro, com o objetivo de incentivar o cidadão que recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) a ingressar novamente no mercado de trabalho. Neste texto te ensinamos a como se inscrever e ser aprovado, confira!

Auxílio Inclusão
Auxílio Inclusão

O que é e como funciona o auxílio inclusão?

O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), sancionou a Lei 14.176/2021, onde a partir de 1º de outubro de 2021, entra em vigor o Auxílio Inclusão que visa incentivar o cidadão que recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) a reintegrar o mercado de trabalho. 

De forma simples e fácil de ser entendida, o Auxílio Inclusão paga um valor mensal para os beneficiários do BPC e que estão prestes a reingressar no mercado de trabalho. 

Este benefício consegue ajudar o beneficiário a reingressar no mercado sem perder toda a renda que já recebia do governo. 

Assim, percebemos que o Auxílio Inclusão é uma forma que o governo encontrou para substituir o BPC. 

“Pessoas com deficiência que recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada), pago pelo INSS (Instituto Nacional Seguro Social), e que conseguiram emprego com carteira assinada, poderão receber o auxílio-inclusão criado pelo governo federal a partir de 1º de outubro deste ano”.

Fonte: CNN Brasil


Quem tem direito ao auxílio inclusão?

Para ter direito ao Auxílio Inclusão, é necessário estar encaixado (a) nos critérios estabelecidos pelo governo. 

A seguir, confira os requisitos cobrados:

  • Este auxílio é pago às pessoas que já recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Pessoas que conseguiram um emprego formal, ou seja, de carteira assinada;
  • Aqueles que ganham até dois salários mínimos, equivalente a R$ 2,2 mil.

De acordo com o governo federal, como mais pessoas podem deixar de receber o BPC para receber este novo auxílio, isso deve gerar um pouco mais de economia de recursos. 


Valor pago pelo auxílio

Segundo o texto sancionado pelo presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), o Auxílio Inclusão pagará a partir do dia 1º de outubro o valor de meio salário mínimo, que está atualmente em R$ 550, para os beneficiários do programa. 

Esse valor poderá ser reajustado no ano que vem, caso o salário mínimo também sofra algum tipo de reajuste! 


Documentos necessários para solicitar o auxílio 

Para solicitar este benefício, é necessário que os cidadãos que se encaixam nas regras, apresentem alguns documentos no ato do cadastro. São eles:

  • Comprovante de Renda de todos os membros familiar;
  • Requerimento do BPC e Composição do Grupo Familiar (disponível no site do INSS);
  • Inscrição no CadÚnico;
  • Comprovantes de gastos do grupo familiar;
  • Documento de Identificação e CPF do requerente e de todos os membros da família;
  • Declaração de Renda do Grupo Familiar (disponível no site do INSS).

É importante salientar que a Declaração de Renda do Grupo Familiar precisa ser preenchida pelo servidor do INSS. 

A deficiência pode ser comprovada por meio de:

  • Exames médicos;
  • Atestados;
  • Comprovantes ou recibos dos gastos com tratamento médico e medicamentos.

Como solicitar o auxílio inclusão?

Para solicitar o recebimento do Auxílio Inclusão, os cidadãos que estão encaixados nas regras precisam ir até um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da cidade. 

É importante lembrar que muitos municípios estão com atendimento presencial sendo realizado com horário agendando. Então, certifique-se antes de ir até a unidade do CRAS! 

De qualquer modo, chegando lá solicite o cadastramento e apresente os documentos solicitados pelo atendente!