Empréstimo para viagem: o que você precisa saber

Saiba quando e como você pode pedir um empréstimo para viagem

publicidade

Se você planeja viajar mas está com o orçamento apertado, saiba que existe solução para isso. Com um empréstimo para viagem você pode aproveitar umas férias sem se preocupar com as altas parcelas. Saiba como!

Muitas pessoas se privam de aproveitar a vida e viajar por falta de dinheiro. Fique sabendo que você não precisa fazer, com um bom planejamento você pode viajar e ainda pagar tudo de uma maneira mais fácil sem se preocupar com o bolso o tempo todo.

A fim de facilitar o consumo de atividades de lazer, várias instituições financeiras criaram o “Empréstimo para viagem” e com ele você não vai precisar abrir mão da diversão. Isso porque esse recurso facilita muito a vida de quem deseja fugir um pouco do cotidiano e partir para o lazer.

publicidade

Boa leitura!

O que é e como funciona o empréstimo para viagem

O empréstimo para viagem funciona da mesma maneira que todos os outros empréstimos. Com ele você pode financiar os  principais custos com um prazo que normalmente vai até 48 meses.

É bom deixar bem claro que esse financiamento é parcial, visto que você poderá cobrir os custos que são realmente referentes à viagem como hospedagem, passagens e passeios.

É muito comum que aqueles outros gastos como alimentação e compras não estejam incluídos nesse financiamento. 

Para dar início a esse processo você precisa mostrar para a respectiva instituição financeira o pacote de viagem completo, assim vocês irão dar início às negociações.

Em quais casos vale a pena fazer um empréstimo para viagem ?

Bom, é claro que essa é uma boa opção, mas também é necessário saber quando é interessante recorrer a esta forma de pagamento. Até porque, por maior que seja uma vantagem, um empréstimo não deixa de ser uma despesa.

Então saiba em quais casos é interessante fazer um empréstimo para viagem:

  • Nas situações em que você tem a chance de um ótimo desconto no pagamento à vista
  • Quando suas reservas não cobrem o custo total da viagem mas você já conta com futuros ganhos para pagar
  • Quando o seu banco estiver oferecendo esse serviço com uma baixa taxa de juros
  • Se você tiver um bem valioso que possa funcionar como garantia para o banco e assim ter um bom desconto
  • Se você tiver o perfil para contratar um empréstimo consignado, que têm juros menores
  • Quando suas contas estiverem em dia e seu planejamento estiver fluindo corretamente.
  • Se sua família fez um bom planejamento financeiro e concluiu que terá dinheiro para pagar as parcelas do empréstimo;
  • Se você tiver mais de 30% do seu orçamento mensal livre para comprometer com um empréstimo.

Essas são algumas situações que são ótimas para aproveitar um bom empréstimo para viagem.

Perceba que todas giram em torno de dois pontos principais: bom planejamento financeiro e boas oportunidades de preço.

Então fique bem atento a essas duas variáveis no momento de planejar seu financiamento.

Quando não contratar um empréstimo para viagem 

É necessário entender as situações favoráveis mas também as desfavoráveis. Isso porque, nem sempre viajar utilizando o empréstimo para viagem será uma boa opção.

Por isso você deve ficar bem atento a esses cenários:

  • Você já tem que lidar com outras dívidas
  • Quando as taxas de juros estiverem altas 
  • Quando você estiver com o nome sujo, pois os juros aplicados serão mais elevados
  • Seu emprego não é fixo e você não tem a segurança de realizar o pagamento de todas parcelas
  • O planejamento não existe ou está indo mal; 
  • Se você tem um cartão de crédito com limite alto, nesse caso é melhor usar o limite do cartão
  • Se você não tem no mínimo 30% do seus recursos financeiros livres para investir no lazer

Como calcular os gastos de uma viagem ?

Como foi dito anteriormente, o empréstimo para viagem cobre apenas aqueles gastos principais. Fora isso existem outras despesas que precisam ser consideradas.

Um exemplo dessas despesas são:

  • Alimentação (café da manhã, almoço, janta e lanches);
  • Seguro viagem, principalmente para viagens internacionais;
  • Transporte na cidade que você irá visitar (metrô, ônibus, uber);
  • Compras de lembrancinhas;
  • Compras de uso pessoal;
  • Reserva de emergência para a viagem

Todos esses gastos “extras” normalmente não são incluídos no financiamento, dessa forma você deve colocar tudo na ponta do lápis antes de viajar.

Essas são as principais dicas sobre empréstimo para viagem!


AvatarMarina Poncio
Formada em Gestão Financeira pela UNOPAR. Atuou como gestora de grandes empresas multinacionais. Atualmente, dedica-se à produção e edição de conteúdo especializado para web.