Listamos as melhores opções de aposentadoria do INSS

Confira a seguir as melhores opções de aposentadorias do INSS para você!

Por Álvaro Miguel em 12/08/2022

publicidade

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é um programa responsável pelo pagamento da aposentadoria e demais benefícios aos trabalhadores brasileiros, com exceção de servidores públicos. Quer saber as melhores opções de aposentadoria do INSS? Listamos as principais para você!   

Listamos as melhores opções de aposentadoria do INSS (Imagem: Divulgação)

 

publicidade

Plataforma do INSS

Com a reforma da previdência no ano de 2019, o quantitativo de pessoas em  busca da aposentadoria aumentou. Com a chegada da pandemia e fechamento das agências, o processo teve que passar por mudanças, tornando-se 100% digital, sendo feito através da central 135 e Portal Meu INSS, plataforma criada pelo Governo, sem haver a necessidade do deslocamento até as agências do INSS.

Através do site do Meu INSS ou aplicativo no celular, pode-se dar inicio aos procedimentos para o cadastro. Para isso são necessários documentos a seguir:

  • Carteira de trabalho;
  • Carnês de contribuição;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovantes de atividade especial;
  • Extrato de contribuição (CNIS);
  • Identificação pessoal, como RG e CPF;
  • Requerimento por escrito.                                                                                                 

Como faço para dar entrada na aposentadoria?

Para dar entrada você precisar ter alguns requisitos, tais como, tempo de contribuição, carência, idade mínima ou outras situações específicas. Vale ressaltar que a idade mínima, de acordo com a reforma da previdência, 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

Antes de iniciar esse processo é necessário saber qual tipo de aposentadoria você pretende pedir. Você sabe diferenciar cada uma delas? Não? Então vamos conhecer.

1. Aposentadoria por tempo de contribuição:

Antes da reforma da previdências as pessoas costumavam  aposentar-se por tempo de contribuição, os homens a partir dos 35 anos de contribuição e as mulheres com 30 anos. 

Depois de 2019 essa modalidade foi extinta, havendo alterações, estabelecendo as Regras de Transição, como o Ponto Positivo, não existe idade mínima para se aposentar, e como Ponto Negativo, a aposentadoria só será válida para quem preencheu os requisitos antes da Reforma da Previdência.

2. Aposentadoria por Tempo de Contribuição por Pontos:

É semelhante com a aposentadoria por tempo de contribuição, sendo que o fator previdenciário não diminuirá o valor da aposentadoria, anulando a regra dos pontos.

A pontuação é dada a partir da soma da idade com o tempo de serviço prestado. Os pontos vão aumentando com no decorrer dos anos.

3. Aposentadoria Especial:

Aposentadoria criada para quem corre risco de saúde ou de vida na execução do seu trabalho, exposto a fatores insalubres. É preciso ter a idade mínima para a aposentadoria especial.

  • 60 anos de idade para atividades de baixo risco;
  • 58 anos de idade para atividades de médio risco;
  • 55 anos de idade para atividades de alto risco.

Em caso de não cumprimento dos requisitos, acionasse a Regra de Transição da Aposentadoria Especial, valendo para ambos os sexos.

  • 25 anos de atividade especial e 86 pontos (somatório da idade, tempo de atividade especial e tempo de contribuição comum), para atividades de pouco risco;
  • 20 anos de atividade especial e 76 pontos (médio risco);
  • 15 anos de atividade especial e 66 pontos (alto risco).

4. Direito adquirido:

Essa modalidade é para pessoas que não se adequam as opções acima, ou seja, que já completaram  todos os requisitos legais para se aposentar antes da Reforma.

5. Aposentadoria da pessoa com deficiência:

Por último, esse benefício se dá para pessoas com tempo de contribuição necessário e de acordo com o grau da deficiência. Deve ter prestado, no mínimo, 180 meses de contribuição, além da idade mínima de 60 anos para homens e 55 anos para mulheres.

Depois de tantas opções, qual melhor se encaixa a sua situação?