Como resgatar dinheiro esquecido no Banco Central

Quer saber como resgatar dinheiro esquecido no Banco Central? Então, confira aqui as regras, documentos necessários e um passo a passo!

Muitas pessoas não sabem, mas é possível que elas tenham dinheiro esquecido no Banco Central. A princípio, o Bacen liberou a consulta e resgate dos valores, e você já pode fazer todo o processo de forma online.

Ao resgatar o valor disponível, você poderá utilizá-lo como quiser, sem precisar informar qual será o destino do mesmo. Com isso, é possível pagar dívidas, fazer investimentos e entre outros.

Assim sendo, vamos explicar como fazer o resgate do dinheiro esquecido no Banco Central, através de um passo a passo detalhado e simples de seguir. Então, continue lendo para saber os detalhes!

Quem pode resgatar os valores no Banco Central?

Em primeiro lugar, é importante dizer que os valores esquecidos não estão disponíveis para toda a população. Isso porque vai depender se a pessoa tinha algum saldo esquecido em conta. Por isso é importante realizar a consulta prévia.

Veja Também

Empréstimo com desconto no Bolsa Família

Financiamento imobiliário com solicitação online

Financiamento imobiliário de até 90%

Auxílio Cesta Básica de até R$200

Sendo assim, eles valores podem ser provenientes de:

  • Contas correntes ou poupanças encerradas com saldo disponível;
  • Contas de capital e rateio de sobras líquidas de ex-participantes de cooperativas de crédito;
  • Recursos não procurados de grupos de consórcio encerrados;
  • Tarifas cobradas indevidamente;
  • Parcelas ou despesas de operações de crédito cobradas;
  • Contas de pagamento pré ou pós-paga encerradas com saldo disponível;
  • Contas de registro mantidas por corretoras e distribuidoras encerradas com saldo disponível;
  • Outros recursos disponíveis nas instituições para devolução.

Quais documentos são necessários para fazer o resgate?

Antes de mais nada, é importante dizer que apenas o titular da conta ou os herdeiros diretos podem ter acesso a esses valores. Nesse caso, é preciso ter em mãos os documentos pessoais do titular, como:

  • Nome completo;
  • Data de nascimento;
  • RG e CPF.

Passo a passo de como resgatar o dinheiro esquecido no Banco Central

Agora que já esclarecemos os principais pontos sobre o dinheiro esquecido no Banco Central, é importante saber como fazer a consulta de valores e, claro, o resgate.

Por isso, preparamos um passo a passo detalhado para você seguir e efetuar sua busca. Acompanhe a seguir:

  • Primeiramente, acesse o portal oficial do Banco de Valores Esquecidos (BVE), clicando aqui;
  • Em seguida, selecione a opção “consulte valores a receber“;
dinheiro esquecido banco central
Fonte: Banco Central
  • Na sequência, você deverá informar o seu CPF ou CNPJ (caso seja empresa) e data de nascimento;
Página de consulta dinheiro esquecido Banco Central
Fonte: Banco Central
  • Então, faça a verificação de segurança e selecione a aba “consultar“.

Pronto! Uma tela nova irá se abrir e você terá acesso às informações. Caso haja algum valor a ser recebido, siga as instruções abaixo:

  • Na nova tela, clique na opção “acesse o sistema de valores a receber“;
  • Em seguida, você deverá logar com sua conta Gov.br;
  • Feito isso, uma nova tela será aberta, onde você terá a opção de solicitar os valores a receber;
  • Dessa forma, siga as orientações da página, forneça os dados da conta que irá receber a transferência e finalize o processo.

Geralmente, o titular da conta precisa preencher um formulário específico fornecido pelo Banco Central, com todas as informações solicitadas para comprovar sua identidade.

Além disso, dependendo do tipo de recurso esquecido, a instituição pode solicitar outros documentos, como comprovante de residência e extratos bancários antigos.

Contudo, é importante ressaltar que o prazo para resgate pode variar de acordo com a complexidade do caso e a documentação necessária.

Sendo assim, é recomendável que você se informe com o Bacen a respeito dos prazos e documentos específicos para o seu caso.

Kawane Licheski
Escrito por

Kawane Licheski

Administradora por formação e estudante de Jornalismo por amor. Há dois anos produz conteúdos sobre moda, beleza, celebridades e temas da atualidade. Tem paixão por livros, animais e viagens.

Por favor, aguarde…

0