Estudo revela que luz azul da tela do celular pode acelerar o envelhecimento

Hoje em dia ninguém consegue viver sem celular, ele faz parte da nossa vida e não conseguimos mais viver sem. Foi publicado um estudo pela revista in Aging,  aonde revela a que luz azul da tela do celular pode acelerar o envelhecimento. ficou curioso para saber mais sobre o assunto? acompanhe o artigo a seguir.

Você passa muito tempo exposto a tela do celular? Nos Estados Unidos, pesquisadores Departamento de Biologia Integrativa da Oregon State University, conseguiram evidências que a luz azul comum no nosso dia a dia, através das telas dos smartphones, televisores,computadores entre outros.

Os pesquisadores associam a exposição a luz azul a uma série de efeitos que são prejudiciais a uma gama de células e aos neurônios.

Luz do Celular em excesso acelera o processo de envelhecimento

Foi realizada uma experiência com moscas, as mesmas foram expostas  a luz azul e causam alterações no funcionamento das células, ou seja, suas células estavam opando abaixo do normal, podendo causar uma morte prematura, esse processo explica como a luz acelera o envelhecimento.Os insetos foram observados durante duas semanas.

Enquanto as que não foram expostas ao experimento, mantidas no escuro mantiveram suas vidas normais.

A luz emitida afetava a mitocôndria das células dos insetos, as mitocôndrias atuam como uma fábrica de energia.

“Há preocupações crescentes de que a exposição prolongada à luz artificial, especialmente à luz LED enriquecida com azul, possa ser prejudicial à saúde humana. Embora os efeitos completos da exposição à luz azul ao longo da vida ainda não sejam conhecidos em humanos, o envelhecimento acelerado observado em organismos modelo de vida curta deve nos alertar para o potencial de dano celular”, destacou a cientista responsável por liderar a pesquisa, Dra. Jadwiga Giebultowicz.

Utilização da Iluminação de LED

A iluminação LED é um assunto que está sendo estudado a pouco tempo e ainda não se sabe todos os efeitos que a mesma pode causar ao longo da vida dos seres humanos.

O estudo continua ressaltando que a exposição crônica á luz LED pode prejudicar as vias de energia, sabemos que ainda não conhecemos os efeitos completo da exposição.

Os leds hoje são as principais telas dos aparelhos eletrônicos, ou seja, somos expostos a essa iluminação durante a maior parte do nosso tempo.

“O novo aspecto deste estudo está mostrando que a exposição crônica à luz azul pode prejudicar as vias de produção de energia, mesmo em células que não são especializadas em detectar luz”, disse a Dra. Jadwiga Giebultowicz.

Devemos ser cientes que o uso excessivo de aparelhos celulares aceleram o processo de envelhecimento, de acordo com a pesquisa.

A pesquisa ainda mostra que é preciso haver mais estudos, um processo mais intensivo de pesquisas para comprovar que a luz azul afeta diretamente as células dos seres humanos.