Como Baixar e Entrar no APP e-TÍTULO do TSE e Usar nas Eleições 2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou, em 2018, o aplicativo e-Título que substitui o documento impresso e ainda disponibiliza vários serviços para os eleitores brasileiros em geral.

O e-Título está disponível para sistemas Android e iOS, podendo ser instalado há qualquer momento pelos eleitores que não possuem pendencias com a Justiça Eleitoral e que contam com o cadastramento biométrico.

Como Baixar e Entrar no APP e-TÍTULO do TSE e Usar nas Eleições 2022 (Imagem: Divulgação)

Desde a sua criação, o app vem sofrendo várias mudanças e alterações. Tudo isso para melhorar o uso dos usuários. Agora está ainda mais fácil de acessa-lo, tendo apenas que informar o número do CPF.

Recentemente, ele passou por algumas alterações visuais. Antes, a cora do layout era verde, mas passou a ser azul, para ficar mais acessível para as pessoas com deficiência visual, baixa visibilidade ou daltônicas.

Todos os eleitores brasileiros podem baixar o app em seu celular. Confira a seguir mais informações sobre e saiba já como baixar!

Aplicativo e-Título

O aplicativo e-Título foi criado pela Justiça Federal para facilitar vários serviços relacionados as eleições.

Agora nas Eleições 2022, o app poderá ser utilizado pelos eleitores brasileiros para encontrar o local de votação, assim como também para justificar a ausência ao pleito, gerar certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais, emissão e pagamento de multas, justificação de ausência às urnas e inscrição para mesário voluntário.

É válido lembrar que para o eleitor o eleitor que não fez o cadastro biométrico, será necessário apresentar um documento oficial com foto ao utilizar o título digital. Já aqueles que fizeram a biometria junto à Justiça Eleitoral, não precisam apresentar o documento com foto, pois o app já irá ter a fotografia.

Dados necessários para utilizar o app e-Titulo

O app e-Título está disponível para download em celulares e tablets com sistemas Android ou iOS. O mesmo poderá ser instalado até o dia 1 de outubro, dia em que antecede as eleições, pois no dia 2 o Tribunal Eleitoral irá suspendê-lo, liberando apenas no dia seguinte.

Ciente dessa informação, é importante também salientar que para utilizar o e-Título é necessário inserir alguns documentos como:

  • Título;
  • CPF.

Também é necessário informar o nome do eleitor, nome da mãe e do pai e a data de nascimento.

Passo a passo para baixar o aplicativo e-Titulo

Com o aplicativo e-Título instalado no celular, o eleitor consegue ter mais facilidade no momento da votação ou até mesmo depois. Aquele que não conseguir comparecer ao local de votação, poderá ainda fazer a justificação de ausência às urnas por meio do app, sem precisar ir até o fórum.

São diversos serviços e funcionalidades disponíveis pelo app. Por isso, há uma grande recomendação para tê-lo instalado em seu celular.

A seguir, elaboramos um simples passo a passo para que você saiba como baixar o aplicativo:

  • Vá até a loja de aplicativos do seu celular;
  • Procure por “e-Título” na barra de pesquisa;
  • Com o app baixado, abra-o, aceite os termos de uso e clique em “Continuar”;
  • Agora informe todos os dados solicitados pelo sistema, como nome do eleitor, data de nascimento, número do CPF, nome da mãe e nome do pai;
  • Clique no bairro em que você mora;
  • Selecione o grau de instrução informado à Justiça Eleitoral no último atendimento;
  • Informe o UF em que você é eleitor;
  • Com todos os dados informados, você terá acesso a via digital do seu título de eleitor.

Download suspenso um dia antes da votação

Se você deseja usar o aplicativo para se identificar ou apresentar a justificativa eleitoral no dia da votação, é de suma importância se organizar com antecedência e baixa-lo o mais rápido possível.

A Justiça Eleitoral informa que no dia 2 de outubro, quando ocorre o primeiro turno das Eleições 2022, a emissão do e-Título estará suspensa. Apenas no dia 3 de outubro voltará a ser liberada.

No segundo turno, a regra é a mesma: via digital disponível apenas até o dia 29 de outubro, data em que antecede as eleições.

Sendo assim, se organize para não deixar tudo para a última hora e acabar perdendo o prazo estabelecido pelo órgão.